Reflorestamento com madeira nobre: Principais dúvidas

REFLORESTAMENTO COM MADEIRA NOBRE

Reflorestamento com madeira nobre

Existem diversas formas de reflorestamento, uma delas é o reflorestamento com madeira nobre por meio de árvores específicas que resultam em madeira de qualidade muito procurada no mercado. Esse é um tipo de reflorestamento para lucrar, porque apresenta baixo investimento e alto retorno financeiro, contudo trata-se de um projeto de longo prazo.

Quando surgiu o reflorestamento com madeira nobre no Brasil?

O reflorestamento com madeira nobre surgiu a partir da necessidade comercial da matéria prima madeireira para as indústrias e ganhou repercussão com o Código Florestal Brasileiro, Lei Federal 4.771 de 16 de setembro de 1965. A partir desta lei, as indústrias foram obrigadas a reflorestar o equivalente ao consumido.

Antes desta lei a extração de madeira de florestas nativas ainda era alta, uma vez que não existia a necessidade de um plantio específico para atender a demanda industrial. Ainda na época da família real no Brasil, as árvores que produziam as madeiras nobres foram catalogadas e estabelecidas para uso exclusivo da coroa, ganhando o nome de ‘madeira de lei’.

Ainda hoje, as espécies nobres são conhecidas como madeira de lei e ficam sobre o resguardo da legislação. Mas, para o plantio de espécie de madeira nobre é necessário sempre averiguar a legislação do local onde a espécie será plantada.

Quais as características da madeira nobre?

A madeira nobre é muito conhecida por possuir características únicas de desenvolvimento e resistência, sendo o diferencial a sua densidade e rigidez.

A resistência da madeira nobre faz com que ela ganhe espaço no comércio. A maioria das espécies possuem substâncias químicas no cerne, que protege o tronco do ataque de pragas. Uma madeira livre de pragas é mais durável e oferece qualidade para os bens de consumo produzidos a partir dela.

As cores das madeiras também são marcantes como do bege-amarelado ao amarelo, do vermelho ao marrom escuro dependendo da espécie. Possui pouca divisão entre a cerne e alburno, diferente das madeiras comuns que são brancas e possuem muito alburno.

Como fazer um reflorestamento de madeira nobre?

O reflorestamento com madeira nobre é semelhante aos outros tipos de reflorestamento, mas a grande diferença está na escolha da espécie nobre. É muito importante pesquisar qual será a melhor espécie para ser plantada na sua região, porque isso influenciará diretamente o desenvolvimento do plantio.

Após essa pesquisa, é bom contar com um especialista em reflorestamento para montar um plano de plantio adequado para a sua área e que atenda as necessidades da espécie escolhida, determinando o espaçamento entre as mudas e o manejo necessário para o bom crescimento.

Lucro do reflorestamento com madeira nobre

Aposta-se que o lucro seja garantido no reflorestamento com madeira nobre. As madeiras nobres são poucos plantadas e muito procuradas no mercado. Por isso a demanda é alta e o valor é consequentemente acima das espécies comuns.

Podemos comparar espécies como Eucalipto e Mogno Africano. O Eucalipto é uma espécie comum e hoje é a mais plantada no Brasil. Seu valor está em média R$ 77,60 o metro cúbico (m³) a partir do 7º ano. Já o Mogno Africano é possível lucrar entre R$ 1.000,00 e R$ 3.800,00 por metro cúbico (m³) a partir do 12º ano dependendo das dimensões das toras.

Os custos para o plantio do Mogno Africano e do Eucalipto são diferentes, assim como o lucro, que será muito maior com o plantio da madeira nobre.

O espaçamento entre o plantio de Eucalipto e Mogno Africano pode variar de acordo com o produto final que você deseja. No caso do Eucalipto é possível trabalhar com 3 x 2 m para o plantio voltado para celulose. O Mogno Africano também pode ser plantando com o mesmo espaçamento, porém os cortes são realizados ao longo do tempo, permitindo a seleção das melhores árvores para o corte final, favorecendo na qualidade da madeira extraída e o aumento da produtividade. Baixe aqui a planilha de modelo para investimento em Mogno Africano.

Exemplo de madeira nobre

Um exemplo de espécie de árvore que oferece a madeira nobre é o Mogno Africano. A espécie Mogno Africano tem se destacado no mercado internacional e nacional e ganhando espaço nas plantações de reflorestamento.

O Mogno Africano é considerado uma madeira nobre pela sua beleza, rigidez e resistência a pragas. A espécie se adapta facilmente a diferentes climas e é muito utilizada na construção civil, naval, instrumentos musicais e móveis rústicos de qualidade.

No Brasil, o Mogno Africano substitui diretamente o plantio do Mogno Brasileiro que é menos resistente a pragas e é protegido pela legislação ambiental que determina a sua preservação.